Translate

30 de jan de 2012

Novos, velhos, ah os adoráveis paninhos


Ah... os paninhos....
Hoje chegou uma encomendinha do clube dos paninhos (a gente deixa tudo no diminuitivo para esquecer a faturinha do cartaozinho de credito).
Vai vendo só:

Um kit só de verdinhos importados, são cortes pequenos, 13 X 24 cm mas tenho gostado de comprar assim as vezes, sempre rende um trabalho com sucesso garantido, dificilmente compraria tantos fat quarters importados de uma vez. 

Esses são nacionais da fabricart, a confecção da Débora, do clube dos paninhos, que  inciou a pouco tempo e sempre surpreende a gente com o bom gosto.

Uns importadinhos que aproveitei de um saldo/promoção no site

Fabricart corujinhas

Corujinhos  :D

ADORO!!!!!

E para não ficar muito culpada eu procuro reaproveitar algumas coisas. Desde antes do patchwork entrar em minha vida já andava em brexó com olhos em tecidos principalmente. Por exemplo, esse tecido aqui era um conjunto bem tiazona, de calça fuseo e camisão, a calça era de malha com esta mesma estampa, e uma amiga acabou aproveitando durante sua gravidez, o camisão de seda ou sera um poliester com cara de coisa fina, eu sempre fico na dúvida.... Então customizei para algo mais com minha cara e usei um tempo, como tem ficado na gaveta a muito tempo sem uso cortei e deixei este paninho adoravel para um trabalho, me digam: que estampa mais linda é essa? Preciso eterniza-la em um quilt.

E destas organizações e "bota fora" que andei fazendo nesta ultima semana fiz uma seleção de tecidos fininhos, como seda e tecidos acetinados para um trabalho.
O azul escuro é uma seda de uma camisa que ganhei e pintei com tinta para seda, e customizei once upon a time, também teve seus dias de glória, o turqueza brilhante já foi uma camisolinha.
Ontem iniciei este bloco, ainda vou fazer mais uns tres para completar o giro dos golfinhos. Eu ando com fixação em golfinhos. Ainda não fiz foto porque estou com vergonha, mas ando me ensaiando em uns bordados também, e o tema tem sido este.

Não foi um mês de muitas produções por aqui, mas fiz minha lição de casa do projeto we can do it, e desmisfiquei a costura de curvas. Realmente são um tanto trabalhosas, mas também não é um bicho de 7 cabeças.


Poucas postagens este mês, mas grandes reflexões sobre para onde vou seguir meu trabalho. Algumas respostas que o tempo e a produção vão apresentando.
Descobri que tenho profunda identificação com o trabalho de Kaffe Fasset, seus coloridos, suas experimentações com listras, cores fortes, estampas. Eu nunca tinha olhado tão atentamente para o trabalho dele, e olhando esta galeria super me identifiquei com tudo, e encontrei semelhanças no que faço (resguardadas as proporções, ele é um grande artista com muitos anos neste trabalho). Se você entrar na galeria dele clique sobre as fotos e encontrará um bom material de fotos.  Adorei ler a biografia também, e principalmente a visão dele com o trabalho que tem desenvolvido e a vida dedicada a arte me destacaram ele como um bom modelo a ser olhado com atenção.

Assim finalizo os posts de janeiro, que foram poucos, eu sei. Mas a blogagem é assim... tem meses que temos mais assunto e trabalhos para mostrar, e não é minha intenção postar por postar. Ando surpresa com as estatisticas do blogger, estou em quase 23.000 acessos, e muitas visitas de locais que nem imagino como chegaram aqui. Isso motiva muito. Obrigado a todos que tem sempre passado aqui, deixando comentarios ou não. Obrigado aos novos seguidores, é muito bom ter companhia. Até a próxima postagem, que é meu post numero 100!

:)


8 comentários:

  1. Adoro os paninhos da Fabricart da Debora! São de lei aqui em casa! Gostei da idéia da seda, é difícil de trabalhar? Eu tenho um monte de coisas pra postar no blog ainda de dezembro, acredita? mas tem faltado disposição pra fazer qualquer coisa esses dias... :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A seda é chatinha para trabalhar sim, principalmente o cetim, mas eu fui me ajeitando com uma cola pritt e alfinetes, e passando para assentar (argh.... )aí deu certo.

      Eu adoro clube dos paninhos e adorei os fabricart, fazia tempo que estava ensaiando para comprar, vc viu a recente coleção no face, esta linda de tudo, estou esperando estarem todos na loja e nao vou resistir, rs.
      Beijos querida e liga pra disposição nao.... tem hora que a gente precisa de uns tempos sem fazer nada mesmo, logo voce se puxa!

      Excluir
  2. quer coisa melhor que comprar paninhos?!! O trabalho com curvas está genial! sabe que nem me lembro qual foi o ultimo bloco do We Can Do It que fiz? pena né, eu estava aprendendo muito com ela...
    bjos jeanine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca é tarde demais amiga. Mas o Dear Jane que vc faz é muito mais desafiador e acho que quem faz todos aqueles blocos nao tem mais o que aprender, rs.
      Bjs

      Excluir
  3. Oi Craw. Que lindos os tecidinhos. Lindos de morrer, rs.
    Com certeza sairão lindas peças daí.
    Que legal essa idéia do brechó, nunca tinha pensado nisso.
    Vc higieniza como estes tecidos que foram roupas antes?
    E outra dúvida, quando você trabalha com tecidos tipo cetim, você tem overlock? Porque fico sismada de usar tecidos assim e começar a desfiar depois.
    Adorei seus blocos.
    Amo suas postagens.
    Vou lá ver a galeria que você citou.
    Bjoka

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula querida, eu não entro em qualquer brexó.... pelo jeito dele ja vejo o nível das peças. Eu simplesmente lavo bem, e roupas de uso somente camisas e casacos. Calças nem pensar por exemplo. Tenho uma amiga que faz coisas muito legais com veludo e vende para boutique. Tb ja vi o trbalho de um americano (sim um homem) que usa camisaria para seus paineis.

      Eu fiz essa experiencia com cetim, mas foi bem chatinho me acertar com ele, sem overlok, vou segurar tudo com pesponto depois de terminado. ;)

      Obrigado pelo carinho
      Bjs

      Excluir
  4. I love your dolphin block!!!

    ResponderExcluir
  5. Sao todos muito bonitos e nas tuas maos vao virar trabalhos lindoooooooos.beijocas.

    ResponderExcluir

Você não vai me deixar falando sozinha, vai?